A volta ao trabalho com a privacidade de casa

Share Button

As mudanças nos espaços de trabalho buscam elaborar um novo formato que faça com que os trabalhadores se sintam mais produtivos.

 Por Breno Bassetti e Mikaella Mozer 

O termo home office passou a ser comum na vida dos trabalhadores desde março de 2020, quando a pandemia da Covid-19 foi disseminada pelo mundo. Agora, com a volta das pessoas aos escritórios, os empresários enfrentam desafios de atrair e manter a produtividade, já que os funcionários se adaptaram bem às atividades não presenciais. Com isso, os olhares se voltaram ao design de interiores como forma de agora trazer ao ambiente de trabalho os momentos privados da quarentena. 

As medidas dos escritórios como foco principal para criar um espaço onde a estética seja valorizada ficou no passado. No momento, alinhar os anseios e necessidades do que está sendo configurado para os próximos anos é a nova moda. A design de interiores Bárbara Sielemann afirma que cada espaço tem que ser elaborado respeitando as atividades desenvolvidas no local, mas uma área bem planejada e decorada diz muito sobre a empresa e o desempenho dos trabalhadores.

“O investimento passa a ser em salas multiuso, que facilitem o encontro de funcionários, tendo em vista a reaproximação presencial que foi perdida com o home office, de forma a promover maior interação e satisfação entre os funcionários. Um exemplo é das salas de café, que estão sendo utilizadas nas criações”, afirmou Sielemann. 

A luz natural e ventilação cruzada é um combo que passa a ser mais valorizado nesse momento. O conjunto, de acordo com profissional, traz a sensação de conforto da residência, e ao mesmo tempo reforça uma sensação de colaboração.

“É um período de transição. As empresas agora procuram decorações mais agradáveis e aconchegantes, sem exageros, fazendo com que a organização dos espaços fique mais comprometida com a produtividade, evitando a perda de tempo, acidentes de trabalho, estresse e lembre a confortabilidade do ambiente caseiro”, acrescentou. 

Meio a meio 

O modelo híbrido também é uma das apostas para a decoração dos postos de trabalho, pois mantém a interação virtual, mas possibilita a interação pessoal. “O espaço físico deve estar alinhado com o mundo virtual. A experiência virtual no espaço físico deve ser aumentada. Vejo isso com o uso de tecnologias intuitivas e interativas, como televisores”, frisou. 

Dessa forma, empresas e funcionários precisam caminhar juntos para promover um clima sadio de trabalho. As mudanças vistas com a pandemia da Covid-19 certamente influenciam nos hábitos da população como um todo, e precisam ser levados em consideração para a retomada da rotina antes do isolamento social.

“Estar em uma atmosfera na qual você se sinta confortável influencia diretamente no seu comportamento, em seu desempenho e suas relações interpessoais. Por isso, o toque pessoal ou a personalização do ambiente de trabalho podem descontrair e motivar os colaboradores a procurarem no momento atual”, conclui a designer de interiores.  

Deixe um comentário