Ensino híbrido: o que a UFES está fazendo para garantir a segurança da comunidade acadêmica?

Share Button
Manutenção de janelas e reforma do Restaurante Universitário estão entre os reparos feitos pela UFES para garantir a proteção da comunidade acadêmica contra o Covid-19

Por: Beatriz Bessa, João Paulo Rocha e Hérick Salomão

Foto de capa: Hérick Salomão

Para garantir que a comunidade acadêmica retorne ao presencial em segurança, a UFES tem realizado adequações nos espaços físicos. De acordo com o Superintendente de Infraestrutura da Universidade, Alessandro Mattedi, diversas adequações estão sendo realizadas, seguindo orientações do Comitê Operativo de Emergência para o Coronavírus da Ufes (COE – UFES) e de consulta junto aos gestores das unidades – pró-reitores, diretores de centro, superintendentes e outros.

Para a realização das adequações feitas na instituição, a Administração Central da Universidade destinou um aporte financeiro para custear as manutenções. A Pró-Reitoria de Planejamento e Desenvolvimento Institucional (Proplan) informou que as adequações estão sendo feitas através de recursos que foram alocados nos Contratos de Manutenção Predial desde 2020.

“Diferentemente dos anos anteriores à pandemia, não foram destinados recursos exclusivos para cada centro ou demais unidades da Universidade. Por se tratar de demandas especiais, a ideia foi a de concentrar esses recursos na Superintendência de Infraestrutura para o atendimento de todas as demandas apresentadas”, explicou a Proplan.

Ensino híbrido

As adequações que estão sendo realizadas acontecem devido a aprovação, feita no dia 03 de setembro, em sessão extraordinária, do Conselho Universitário da UFES, do parecer da Comissão de Legislação e Normas, a favor da migração para a terceira fase do Plano de Contingência da UFES

“A decisão permitirá aos estudantes finalistas de graduação, que precisam cursar disciplinas com atividades práticas, poder se encaminhar para a conclusão dos seus cursos”, detalhou o reitor da UFES, Paulo Vargas, em nota emitida pela Universidade.

Esta nova etapa permite a realização das atividades em formato híbrido – parte remoto e parte presencial – a partir do segundo semestre letivo de 2021, que será voltado exclusivamente para as atividades práticas das disciplinas que são ofertadas aos estudantes finalistas.

No ensino híbrido, Restaurante Universitário terá seu funcionamento modificado. Foto: Hérick Salomão

Uma das medidas que faz parte da Fase 3 do Plano de Contingência é a reabertura dos Restaurantes Universitários (RUs), que voltam a funcionar a partir de 03 de novembro. Nesta etapa o fornecimento das refeições será através de marmitas, que poderão ser consumidas onde os estudantes preferirem. Ressaltando que as instalações dos restaurantes também estão sendo adaptadas para garantir a segurança dos alunos.

Centros acadêmicos se organizam para o retorno

O Diretor do Centro de Ciências Exatas da UFES, Professor Etereldes Gonçalves, relatou que foi solicitado à Superintendência de Infraestrutura as adequações de espaços físicos e está aguardando a entrega do prédio dos laboratórios de Química e Física. Ele explicou que o retorno no ensino híbrido só será possível caso o prédio seja entregue a tempo.

Já a Diretora do Centro de Artes, Larissa Zanin, explicou que estão sendo repaginados apenas os espaços onde serão ofertadas atividades e que além das adequações físicas os usuários também passarão por uma mudança de comportamento. 

Segundo Zanin, no retorno às atividades presenciais será obrigatório o uso de máscara, distanciamento social, protocolos de biossegurança para os laboratórios sem ventilação cruzada, além de orientação para higienização das mãos e equipamentos.

“Nesse primeiro momento o COE Ufes tem orientação às adaptações e marcações de espaços físicos para garantia do distanciamento social. Estamos formando um grupo de trabalho que será orientado pelo COE e atuará em parceria com os coordenadores de cursos e chefes de departamentos”, comentou.

Deixe um comentário