“Chegou a nossa vez”: vacinação para jovens de 18 anos ou mais gera entusiasmo e movimenta as redes sociais

Share Button

Com compartilhamentos e posts tomando a vacina, jovens comemoram o início da imunização para a sua faixa etária.

Por Esther Mendes e Noélia Lopes

Depois de quase dois anos de espera, chegou a vez da faixa etária dos dezoito anos ou mais de receber a vacina contra a covid-19. Desencadeada pela euforia e alívio em receber a imunização, as redes sociais foram tomadas por uma onda de postagens feita pelos jovens comemorando e incentivando a vacinação. 

O anúncio da imunização dos 18+ teve início com as prefeituras de Vitória e Vila Velha no dia 16 de outubro (terça-feira) por meio de posts com mensagens descontraídas no Instagram e Facebook. Cada prefeitura acumulou, na postagem do Instagram, cerca de 24 mil e 21 mil interações, respectivamente, o que corresponde aos posts mais curtidos dessas contas nos últimos 12 meses.

Posts de divulgação das prefeituras para o início da vacinação dos jovens no Instagram.

Nos comentários das postagens do Instagram da prefeitura de Vitória, que representa 2.159 do total de interações, o entusiasmo era nítido. Declarações como “Esse momento é nosso”, “Nem acredito que nosso momento chegou” e “Uhuuul!!! Chegou nossa vez!!”, eram frequentes e demonstraram a expectativa para o dia de vacinação. 

O estudante de Publicidade e Propaganda da Ufes Pedro Marinho, 21, confessa que ficou surpreso com o começo da campanha para os 18+ agora. “É uma sensação de não acreditar que finalmente chegou o momento, porque, pelas minhas expectativas, eu estava esperando me vacinar em outubro”. 

Marinho afirma que ver todo mundo se vacinando só gerou mais expectativa para o dia de receber a imunização. “Na hora que abriu (a vacinação para os 18+)  todo mundo surtou logo, porque finalmente chegou a nossa vez”./ Créditos: Divulgação

Enquanto o estudante de Publicidade e Propaganda recebia a primeira dose da vacina, uma colega de turma, que estava no local e assistindo a uma aula online, acabou mostrando este momento durante a aula. Marinho garante que os amigos se alegraram,  comemoraram  e também postaram o acontecimento em suas redes sociais. “Foi a primeira leva de vacinação em Vitória. Estava todo mundo ansioso para receber a vacina e comemorando bastante no chat”, comentou. 

“A professora ficou igual o Galvão Bueno comentando a minha vacinação, ‘olha lá galera o Pedro vai se vacinar”  – Pedro Marinho

No primeiro dia de vacinação dos 18+, que aconteceu no sábado dia 21 de agosto, no ginásio Tartarugão, em Vila Velha, 2.152 pessoas foram vacinadas de 9h até 21h. A coordenadora de vacinação do local, Flávia Reis, confirma que esse número reflete uma adesão positiva dos jovens com relação à vacina e que espera que este público seja superior se comparado às outras faixas etárias. 

Segundo dia da vacinação do público de 18+, segunda-feira (23) no Tartarugão, Vila Velha, durante a manhã./Foto: Esther Mendes

Reis ainda comentou a empolgação dos jovens ao receber o imunizante. “O jovem, é muito mais alegre, mais feliz, ele fica muito mais realizado com esse tipo de situação”.

A empolgação refletiu nas redes sociais. No Tik Tok, vídeos dos jovens brincando com o fato do braço ficar dolorido após a vacinação, ao som de “Girl on Pfizer” (uma paródia da música “Girl on Fire” da cantora Alicia Keys), bombou na rede. 

A influenciadora digitial Yasmin Castilho, fazendo a trend do Tik Tok com a música “Girl on Pfizer”. Fonte: Tik Tok @yasminhcastilho

Fotos no feed e nos stories de jovens com seus cartões de vacina e se vacinando, invadiram o Instagram. A estudante de Jornalismo da Ufes Sara Oliveira, 22, fez questão de registar o momento e compartilhar com os seus amigos. “Eu esperei tanto tempo por isso, e por tanto tempo parecia uma coisa impossível de acontecer, principalmente no governo que a gente está. Então, ter a oportunidade de me vacinar e ver meus amigos se vacinando, vejo como motivo suficiente para publicar”.

Sobre as postagens, o estudante de Publicidade e Propaganda também brincou. “É uma motivação a mais. Já que a gente tem que incentivar o pessoal para vacinar, que seja na base da futilidade, tipo: ‘oh galera, vem vacinar que isso dá uma foto legal! (risos)’”, afirmou Marinho. 

Além do entusiasmo, publicar uma foto nas redes também tem como objetivo conscientizar as pessoas. “A gente está num contexto que tem um movimento antivacina, publicar isso nas redes sociais também é uma forma de falar sobre a importância do Sistema Único de Saúde e das vacinas para salvar vidas”, comentou Oliveira. 

Nesse sentido, a professora da Ufes e especialista em Marketing digital, Ana Paula Miranda Costa, ressalta que o fato das prefeituras da Grande Vitória usarem as mídias sociais para se comunicar com os mais jovens também foi importante para o incentivo à vacinação. “Uma campanha bem realizada pelas redes é fundamental e as prefeituras investiram nisso, se comunicaram direto com as pessoas. E isso refletiu na participação dos internautas que chegaram até a brincar com uma disputa do tipo ‘olha aí prefeitura de vila Velha, vai deixar Vitória vacinar antes de vocês?’.”

A professora analisa, ainda, que o principal motivo para a euforia dos jovens com a vacinação é a esperança de um retorno à vida normal de antes. “Está todo mundo se vacinando com o sonho de poder voltar ao que era antes. E, a vacina é esse instrumento para que se alcance esse sonho.” 

“Ter essa possibilidade agora, ver nossos amigos, ver pessoas muito próximas se vacinando e podendo se proteger desse vírus é realmente a realização de um sonho. É um sentimento de alívio”, desabafou a estudante de Jornalismo.

Com a legenda “Viva o SUS e fora Bolsonaro”, Sara Oliveira comemora a primeira dose da vacina nas redes sociais./ Créditos: Divulgação

Deixe um comentário