Você vai se apaixonar pelo caso de amor de Anitta

Share Button

Por Leonardo Miranda e Maeli Radis

Let me tell you about a different Anitta. Com o lançamento de seu novo single “Girl from Rio”, no fim de abril, a cantora deu início a sua nova era. Mais madura e disposta a se posicionar, Anitta dá voz a Larissa que cresceu num Brasil diferente da Garota de Ipanema. 

O single dá sequência aos trabalhos do seu quinto álbum de estúdio, também intitulado como “Girl from Rio”. Com a promessa de impulsionar a carreira da garota do rio para o mercado americano, o trabalho tem sido aguardado com ansiedade pela sua imensa base de fãs. 

No dia do lançamento do clipe, o Twitter só tinha um assunto e ele se resumia a Anitta. Em uma semana, desde do dia 30 de abril ao dia 7 de maio, as hashtags relacionadas ao vídeo e música geraram mais de 43 mil interações. Além disso, mais de 24 mil perfis falaram sobre a garota do rio, ultrapassando 84 mil retweets.

Usuários que tiveram retweets relacionados ao lançamento do videoclipe de Girl From Rio
Movimentação das hashtags relacionadas ao lançamento do videoclipe de Girl From Rio

O anúncio

Desde 2017 com a estreia de sua primeira música em espanhol, “Paradinha”, Anitta tenta explorar o mercado fora do Brasil. O anúncio de que este seria o seu primeiro trabalho sem músicas em português dividiu opiniões entre os fãs, com críticas de que ela estava cada vez mais “americanizada”. Mas a divulgação do álbum mostrou o contrário. Todo seu conceito gira em torno de não apenas elevar o seu nome como estrela da música mundial, mas também apresentar a diversidade cultural do Brasil para o mundo.

A divulgação do álbum começou em setembro de 2020, com o lançamento da música “Me Gusta”, uma parceria com a rapper americana Cardi B e o cantor porto-riquenho Myke Towers. O single foi produzido por Rafa Dias, DJ e um dos fundadores do ÀTTØØXXÁ, grupo que vem incorporando a baianidade no pop desde 2015.

Pensado como um potencial hit para os Estados Unidos, a cantora apresentou o single em diversas performances, inclusive, no Grammy Latino 2020, em um mashup com o clássico brasileiro “Mas Que Nada”, de Sérgio Mendes. Anitta ainda fez sua estreia solo no The Tonight Show, do apresentador americano Jimmy Fallon, performando diretamente do Pão de Açúcar e exibindo imagens do Rio de Janeiro ao fundo. 

A representatividade brasileira não ficou apenas no cenário. Com um figurino que remetia a uma onça pintada, a própria Anitta confirmou que a escolha do look para a apresentação foi uma forma de chamar atenção para a situação das queimadas no Pantanal.

Para o clipe, a cantora quis enaltecer a cultura da capital baiana, com cenas gravadas no Pelourinho e participação do Grupo Didá, um dos grupos de percussão mais importantes do país, composto apenas por mulheres. Em um post no Instagram, Anitta ressaltou que o “trabalho social é importante na formação e inserção das mulheres como percussionistas, um ambiente tradicionalmente ocupado apenas por homens”.

O silêncio como pronunciamento

Desde a escolha de um figurino que chama a atenção para as queimadas no Pantanal até o cuidado em escolher um grupo feminino de percussionistas, ao invés do tradicional Olodum, Anitta vem mostrando que a nova era não se resume apenas à construção de estética visual e músicas em inglês. Ela estava decidida a se pronunciar.

Em 2018, o silêncio da cantora em meio aos protestos do #EleNão, movimento contrário ao então candidato à presidência Jair Bolsonaro, fez chover críticas em suas redes sociais. Muitos de seus fãs, que eram da oposição, promoveram um boicote à artista, argumentando que seu silêncio era seu pronunciamento a favor do candidato da direita conservadora, e a #AnittaIsOverParty atingiu o topo dos trending topics. 

Na época, a cantora fez uma série de tweets respondendo às acusações, com o argumento de que a profissão que ela escolheu não incluía fazer campanha política e que estava fazendo uso do seu direito de não opinar. A resposta da artista repercutiu negativamente, aumentando ainda mais o número de críticas.

O assunto voltou à tona em 2020, quando Anitta disse não ter se posicionado na época por “não entender” de política. Esse foi o ponto de partida para as lives promovidas em seu perfil, durante o período de isolamento social no Brasil. A artista convidou sua amiga pessoal, advogada e comentarista política da CNN, Gabriela Prioli, para ensinar para ela e seus seguidores os fundamentos do debate político.

Reprodução/Instagram

Esse foi o pontapé para que Anitta se tornasse cada vez mais engajada nas questões políticas e sociais, protagonizando diversos embates com alguns nomes da política brasileira. 

No caso mais recente, cerca de uma semana antes do lançamento de “Girl From Rio”, Anitta se envolveu em uma discussão com o Ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, depois da cantora aderir ao tuitaço com a #ForaSalles, promovida por famosos e políticos, um dia antes da Cúpula de Líderes sobre o Clima. 

O caso de amor de Anitta

Ao som do sample do clássico Garota de Ipanema, Anitta pede licença para apresentar o Rio de Janeiro de onde veio. 

Let me tell you about a different Rio

The one I’m from, but not the one that you know 

The one you meet when you don’t have no Real

Baby, it’s my love affair, it’s my love affair

A letra da música ganha vida quando o clipe se mostra como um contraste entre o Rio de Anitta e o Rio de Tom Jobim e Vinícius de Moraes. A cantora usa de seu tempo em tela para dar vida a tão famosa “Garota de Ipanema”, ao mesmo tempo que apresenta ao público as verdadeiras garotas cariocas.

Reprodução/Videoclipe Girl From Rio

Hot girls where I’m from

We don’t look like models

Tanned lines, big curves

And the energy glows

A repercussão da representação do Rio de Anitta é a prova de que o posicionamento da cantora, desde contar a história da capital carioca com fotos preto e branco e fatos além da beleza da Cidade Maravilhosa, é significativo. A movimentação nas redes colocando a #girlfromriomusicvideo e suas relacionadas no topo dos trending topics do Twitter, demonstra a paixão do fandom.

Anitta escolheu contar a história do Rio em que adolescentes têm bebês, seu pai tem um filho fora do casamento e seus namorados não aguentam sua personalidade difícil. A cidade pela qual ela está apaixonada destrói a imagem da Garota de Ipanema construída pelos compositores originais. 

Mas isso não quer dizer que você não irá se apaixonar pela Garota do Rio.

Reprodução/Videoclipe Girl From Rio

Deixe uma resposta