Recepção de calouros do CAr discute ensino na pandemia

Share Button

Por Hayom Tovi

“Defendam a universidade pública, gratuita e de qualidade”. Em tom de desabafo, a diretora do Centro de Artes, Larissa Zanin, foi rígida ao apontar o descaso das políticas federativas quanto ao Ensino Aprendizagem Remoto Temporário Emergencial (EARTE) oferecido pela Ufes. A experiência dos discentes foi motivo de preocupação e debate na roda de conversa que recebeu os novos estudantes. 

Para aproximar os calouros do ambiente universitário, a diretora do CAr, Professora Larissa Zanin, abriu a mesa apresentando a história, o campus e o corpo docente.

A professora Edna Aparecida, chefe do Departamento de Arquitetura e Urbanismo ressalta que o momento é de comemoração para a universidade pública. “É um momento oportuno para comemorar o ingresso em uma universidade pública de ensino que é referência para o estado do Espírito Santo”, disse.

A vivência universitária em modelo remoto

A Ufes iniciou o semestre letivo especial de 2020/2 de forma remota, utilizando do Ensino Aprendizagem Remoto Temporário Emergencial (Earte), para manter o compromisso com os estudantes de proporcionar uma formação acadêmica de referência.

O professor Alexandre Freitas, reforçou que, apesar do distanciamento social, a Ufes está aberta a acolher seus estudantes. “Estamos aqui para acolher nossos estudantes e continuamos compartilhando vivências e conhecimentos com todos”, destaca. Durante a recepção dos estudantes, cada coordenador ou professor presente na mesa apresentou informações necessárias para as primeiras semanas em cada departamento.

Mas, os desafios de proporcionar um ensino pautado nos três pilares da universidade em meio à uma pandemia ganharam mais destaque no debate. Os convidados se mostraram preocupados com a experiência universitária dos alunos, que pode se perder ao longo da graduação.

Larissa Zanin destacou que, apesar das adversidades causadas pelo enfrentamento à Covid-19, a Ufes se mantém captando todos os recursos possíveis para oferecer um aprendizado de qualidade, da forma mais segura para todos, e fez um apelo em prol da educação. “Defendam a universidade pública, nós estamos passando por períodos difíceis, e nós que estamos aqui sabemos o valor e a importância da Universidade. Vocês que estão chegando precisam e irão saber também. Defendam a universidade pública, gratuita e de qualidade”, reforçou.

Deixe uma resposta