Da fichinha ao ebook: a evolução tecnológica na Biblioteca Central

Share Button

O evento foi voltado a alunos de biblioteconomia e arquivologia.

Sara de Oliveira

A pandemia impôs uma série de mudanças no campo educacional. Na Ufes, a implementação do Ensino-Aprendizagem Remoto Temporário e Emergencial (Earte) alterou as formas de aprendizagem, criando um novo ambiente para professores e alunos. Uma das ferramentas que ganharam destaque nesse período foram os livros digitais (Ebooks), resultado do processo de evolução tecnológica na Biblioteca Central. 

Esse foi o tema de um evento online realizado pelo Grupo de Estudos em Competência e Leitura e Competência Informação, pelo projeto Informação e Cultura e pela Rede de Estudos das Competências (REC), no dia 09 de fevereiro. Com o tema “E-books – a evolução dos suportes de informação”, a live abriu o semestre letivo no curso de biblioteconomia e arquivologia.

Para palestrantes do evento, a pandemia intensificou a necessidade de domínio dos novos ambientes informacionais em meio digital. (Créditos: Reprodução)

Linha do tempo 

A Biblioteca Central começou a ser automatizada entre 1993 e 1999. De acordo com a mestra em Planejamento e Administração de Sistemas de Informação Maria Aparecida Akabaci, antes disso, os dados eram comportados de forma física.  “Se você retirasse uma fichinha dessa, perdia a informação. Você não saberia onde estava o livro”, enfatizou.

Anos se passaram e o trabalho manual foi digitalizado. A implantação do Earte tornou os ebooks indispensáveis para alunos e professores. Por isso, durante a pandemia, a Ufes contratou bases de dados de livros digitais, que estão disponíveis para toda a comunidade acadêmica.

A professora do Departamento de Biblioteconomia Lucileide Lima destacou que, antes do ensino remoto, já existia uma discussão sobre ferramentas tecnológicas voltadas à aprendizagem. “Com a pandemia, hoje se discute a necessidade, a obrigatoriedade de nós não só lidarmos com esses novos ambientes informacionais digitais, mas também de lidarmos com novos suportes.”

Acesso à biblioteca na pandemia

No semestre 2020/02, o acesso ao acervo da Ufes deve ser realizado preferencialmente de forma online. A retirada presencial dos livros só pode ser feita quando o exemplar não está disponível no formato digital. Nesse caso, o aluno deve pesquisar o exemplar  no catálogo da biblioteca e  solicitar o agendamento para a retirada do livro. 

Saiba mais em: https://biblioteca.ufes.br/conteudo/funcionamento-das-bibliotecas-semestre-letivo-20202

Portal de bibliotecas digitais

Solicitação de empréstimos

Deixe uma resposta