Vitória ganha subsede da Casa da América Latina

Share Button

[h4]Entidade chega ao Espírito Santo com objetivo de difundir a cultura de nosso continente por todo o Estado[/h4]

(Fernando Correia) Se for perguntado para um brasileiro qualquer quais são os costumes de certos países europeus, como a Itália, Inglaterra e Espanha, é comum que a resposta venha com exemplos corretos. Porém, é cada vez mais raro ver aqueles que conhecem as culturas de países próximos ao nosso, como Equador, Bolívia, Peru ou até mesmo de estados do Brasil.

Com objetivo de promover a integração e difundir a cultura dos mais diversos povos do continente, surgiu, no Rio de Janeiro, há cinco anos, a Casa da América Latina. Porém, desde janeiro, a entidade ganhou o apoio de um grupo capixaba e agora conta com uma subsede em Vitória.

Ainda sem local definido para se estabelecer, já está sendo negociada com a Secretaria de Estado da Cultura a possibilidade de ser disponibilizado um edifício do Governo, no Centro de Vitória, para ser a sede da Casa da América Latina no Espírito Santo. A subsede capixaba terá como principal meta, assim como a entidade nacional, promover a amizade e a solidariedade entre os povos do continente, na busca da integração soberana e construção de sociedade justas e fraternas.

“Podemos realizar atividades de formação, exibição de filmes, cursos de línguas e de música latino-americana, intercâmbios culturais, acordos bilaterais com povos da América Latina, entre outras atividades, tudo depende do envolvimento da sociedade capixaba, especialmente da juventude”, enfatiza a presidente da entidade no Estado, Fernanda Tardin.

Promoção da integração continental

A Casa da América Latina surgiu como um espaço destinado a levar ao público brasileiro alguns temas pouco conhecidos no Brasil. Fundada em um momento de grande impulso da ideia de integração continental, sua criação foi influenciada por líderes como Hugo Chavez, Evo Morales, Rafael Correa, Lula e outros líderes que lutavam pelo reconhecimento da cultura da América do Sul.

A cerimônia de constituição da Casa da América Latina no Espírito Santo foi realizada no Sindicato dos Estivadores do Estado, no dia 31 de janeiro, e contou com a presença de grandes personalidades, como Carlos Eugênio “Clemente”, único comandante vivo da Ação Libertadora Nacional (ALN), movimento de resistência à ditadura militar no Brasil liderado por Carlos Marighela.

Deixe uma resposta