Que a Universidade se pinte de povo

Share Button

[h4]SabadUfes promove a aproximação da comunidade com a Universidade[/h4]

Por Cristian Favaro Carriço

Por iniciativa da Superintendência de Cultura e Comunicação da Ufes (Supecc), a Universidade começou a promover o Sábado na Ufes (SabadUfes), previsto para acontecer um sábado por mês, . O evento propõe criar novas formas de aproximar a população da universidade e incentivar a utilização do campus, por meio de atividades culturais, esportivas, educativas e de lazer para todas as idades.

“A universidade recebe muitas demandas de atividades culturais. Existem algumas experiências positivas de outras universidades que abriram seus campi para atividades destinadas não só  para os alunos e servidores, mas também para a comunidade. Pensando nisso, nós optamos por desenvolver esse projeto um sábado por mês, no qual combinamos arte e cultura com lazer e esportes, no campus de Goiabeiras que é um espaço bonito, interessante e acessível, com infra-estrutura para passeios, caminhadas, bicicletas, área para shows, cinema, galeria de arte, muita grama e sombra para relaxar. É uma forma de compartilhar ainda mais a universidade com a população”, afirma a Superintendente de Cultura e Comunicação da Ufes, Ruth Reis.

Um dos grandes diferenciais desse evento em relação aos antigos promovidos na Ufes é que a programação é bem diversa. Ruth relata que, as antigas festas, eram mais voltadas para o público jovem. Para ela, o foco e o grande diferencial do SabadUfes é a diversidade de público que ele alcança. “Nós temos terceira idade, crianças, jovens. Muita gente quer ter a oportunidade de também curtir o campus”.

DSC_0721
Arquivo Supecc – Thaiana Gomes

A primeira edição do SabadUfes foi no dia 12 de outubro. Artistas dos mais diversos estilos se apresentaram no palco armado próximo ao Restaurante Universitário (RU), como Carlos Papel, Markus Konká e as bandas Sob o Mesmo Sol, Casatorna, Capim Guiné e Adios Me Voy. Além disso, também teve uma programação especial para as crianças no Cine Metrópolis e no Planetário. “Resolvemos fazero SabadUfes na primeira semana de aula como uma parte da semana de recepção aos calouros. Tivemos um bom público, e temos um grande potencial. Com a continuidade do projeto tendemos a ter um público bem maior”, pontua Ruth Reis.

Ruth reconhece que realizar eventos desse formato na Universidade é de extrema importância para aproximar a comunidade e para quebrar o “imaginário” de que a Ufes está ausente. “Às vezes eu escuto pessoas falando que a Ufes está distante da comunidade. Eu, pessoalmente, acho uma inverdade, porque a UFES recebe mais de 20 mil alunos diariamente, tem cinema, teatro, tem o Hospital Universitário e uma série de núcleos de várias especialidades que atendem a população. A Universidade está muito presente na vida das pessoas, seja na formação, seja na prestação de serviços através de programas de extensão ou na produção de conhecimento por meio dos  projetos de pesquisa. Mas, apesar disso, ainda existe uma percepção de que a Universidade está distante. O Sabadufes é uma mais uma iniciativa para aproximar cada vez mais a Ufes da comunidade”.

A princípio, a programação aos sábados acontece somente no campus de Goiabeiras, em Vitória. Mas, Ruth Reis diz que a intenção é que, futuramente, as atividades sejam realizadas também em Maruípe, Alegre e São Mateus. “A gente ainda não tem um planejamento construído, mas a ideia está colocada”.

A próxima edição do SabadUfes será no dia 09/11. Segundo a Superintendente de Cultura e Comunicação, o formato do evento será o mesmo, mas com algumas novidades, como a inserção de atividades também na Galeria de Artes Espaço Universitário.

Deixe uma resposta