Share Button

resumo

Neste artigo, discutimos os processos de mobilização ocorridos no Brasil em 2016, buscando explorar suas afinidades com movimentos ocorridos em outras partes do mundo e, principalmente, e compreender como a comunicação em rede e suas conexões com a comunicação de massa intercedem para a produção da política no contemporâneo. Com base em pesquisa sobre o perfil, comportamentos e percepções em relação ao processo político, foi possível confirmar que a crise econômica e o discurso anticorrupção foram centrais na produção das mobilizações e que as táticas adotadas pelo movimento pró e contra o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff se assemelham no que se refere ao uso da rede embora difiram quanto aos objetivos. Verificou-se também que a comunicação em rede intensifica o envolvimento nas disputas políticas, mas não necessariamente a participação presencial nas manifestações. Observou-se também que a mídia tradicional ainda tem papel importante, na produção das disposições políticas no país.

rainbow-828920_1920

 

 

Share Button

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *