Os tweets que representam todo mundo no Earte

Share Button

Reportagem: Larissa Tallon // Edição: Clara Curto e Heloísa Bergami

O retorno das aulas na Universidade Federal do Espírito Santo no dia 9 de setembro de 2020 provocou diversas reações entre os alunos da instituição e tornou o assunto um dos mais comentados nas rodinhas de amigos. O isolamento social e a necessidade de dividir o espaço de casa entre lazer, estudos e trabalho mexeu com a rotina, produtividade, saúde mental e aprendizagem dos estudantes.

E como todo assunto polêmico, o “Earte” também ganhou destaque nas redes sociais, principalmente no Twitter, que é um espaço que reflete os acontecimentos mais relevantes no momento. O Universo Ufes foi em busca das histórias de pessoas que estão passando por esse novo desafio. O que elas estão falando nas redes sociais? Se liga!

O Earte mal começou e o Dan Dan tá surtando… E quem não tá, né?

A gente já não gosta de prova, quanto mais com todo o universo querendo que a gente falhe miseravelmente

E pensar que o Earte é apenas um dos nossos problemas

O Earte já tá rolando, então aproveita a câmera desligada, pega a pipoca e curte um barraco

Precisamos falar sobre o Earte tóxico

O universitário das antigas já passou por tanta coisa, mas nunca imaginou uma pandemia. Sinceramente…

O Earte da UFES segue acabando com a vida dos estudantes

A Hane conseguiu ver o lado bom do Earte. Precisamos aprender…

O estudante que não terminar o semestre com o cérebro derretido, não tá estudando na mesma universidade

E o Daniel que só queria uma cadeira gamer na vida dele…

E vamos de exaltar as vitórias do Earte

O Earte na UFES se resume à frase: enfim, a hipocrisia

Vem aí o BEB: Big Earte Brasil

A paranoia do estudante que não quer ser visto se arrumando, deitado, fazendo comida ou tomando um cafézinho é real

Se você não cancelou nenhuma disciplina você provavelmente esteve prestes a fazer isso

Deixe uma resposta