Drones – novos ângulos e imagens no jornalismo

Share Button

Com diferentes possibilidades, os drones entraram no jornalismo para somar

Por Felipe Khoury

Com a crescente transformação do “fazer jornalismo”, adaptar-se às novas tecnologias já deixou de ser apenas um diferencial, tornando-se, hoje, essencial. Das câmeras de celular aos  drones, captar momentos de forma rápida possibilitou novos recursos ao jornalismo, consequentemente, dando lugar a novos ângulos.

Os drones, também conhecidos como UVA (veículo aéreo não tripulado) adentraram no cenário jornalístico. As universidades do Missouri e de Nebraska, nos EUA, já estão dando aulas para os estudantes de jornalismo com as aeronaves, possibilitando aos alunos  trabalharem com um novo olhar em suas matérias.

A participação do público nos jornais, através das redes sociais, aumentou expressivamente com fotos e vídeos feitos pelos próprios espectadores, permitindo, assim, uma visão antes nunca vista de um fato. A estudante de jornalismo da Ufes, Isadora Fadini diz que “o ganho dessa possibilidade ao jornalismo é grande, pois os ângulos de uma história nos ajudam a dar um novo sentido a ela, expandindo o nosso campo de visão”.

Foto do repórter cinematográfico Adilson Caetano para a produtora Vídeo e Arte

No cenário capixaba, a utilização dos drones já se faz presente no jornalismo. O repórter cinematográfico Adilson Caetano trabalha no mercado com UVA há 10 anos. Após ter feito um curso em São Paulo, Caetano já colaborou em várias matérias para a televisão e trabalha atualmente no programa “Destaque Empresarial”, da RedeTV! ES.  Segundo ele, “os drones ajudaram muito na logística do jornalismo, possibilitando uma visão diferente, capaz de mostrar o movimento por uma panorâmica de tudo o que está acontecendo por cima”.

O custo das imagens aéreas também obteve bastante mudança com a chegada dessas aeronaves, possibilitando uma diminuição a longo prazo. Adilson afirma que antigamente, para fazer um ângulo do alto custava muito caro. “Uma hora de helicoptero custava cerca de R$ 2.500 reais. Hoje ficou bem mais rentável”. Caetano acrescenta que, além disso, o drone tem a facilidade de controlar a altura da foto, ao contrário das aeronaves tripuladas, permitindo uma maior flexibilidade.

Entretanto, o manuseio desse veículo é restrito apenas a pessoas registradas pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), abrindo uma discussão acerca da legalidade dessa prática. Mas não só o manuseio que entra em divergência hoje, a ética também está ligada ao aparelho que consegue sobrevoar casas, prédios e outros estabelecimentos antes nunca “capturados”.

“É muito ruim para a gente que trabalha com isso ter pessoas que utilizam o drone de forma ilegal.”

Adilson Caetano, repórter cinematográfico

“A relação dos drones com as propriedades privadas ainda é um assunto polêmico, no qual diretores, editores e associações profissionais podem estabelecer códigos de conduta para o uso de tais dispositivos da mesma forma que já fazem com o uso de câmeras escondidas e outras tecnologias”, afirmam Mark Tremayne e Andrew Clark, pesquisadores da Universidade do Texas, em seu artigo.

Para Adilson, tudo que é “novidade” pode ser usado tanto para o bem quanto para o mal. Assim é o drone. “É muito ruim para a gente que trabalha com isso ter pessoas que utilizam o drone de forma ilegal. Tem que haver mais fiscalização em torno da legalidade de pessoas que utilizam sem autorização e que, pior ainda, agem para o mal. ” O repórter cinematográfico ainda ressalta a importância da fiscalização também na hora da venda dos UVAs.

Outro ponto importante em relação aos drones é a segurança da imprensa em locais de guerra, já que não será mais necessário arriscar a vida em busca de uma boa imagem. Um bom exemplo foi o destaque que esses os aviões teleguiados ganharam na caça aos suspeitos de terrorismo no Afeganistão e no Paquistão. A facilidade de um retorno imagético de qualidade é um quesito positivo desses aparelhos revolucionários.

Mesmo com algumas limitações como dependência de redes Wi-Fi para a transmissão em streaming de seu conteúdo e as questões éticas que envolvem seu uso, os drones chegaram com uma proposta interessante para as matérias jornalísticas do mundo atual, aprimorando, cada vez mais, suas funções.  

Confira outros trabalhos de Adilson no blog Vídeo e Arte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *