Share Button

Por Núbia Nascimento e Fernanda Bolis

A 11ª Conferência de Mídia Cidadã começou ontem e durante todo o  evento os participantes podem participar de ciclos de debate, grupos de trabalho, mesa redonda e também apreciar a Mostra de Fotografia Cidadã, que acontece  no Cemuni IV e no prédio de Multimeios (BOB), localizados no Centro de Artes da Ufes.

Ao todo são quatro exposições:

RETRATOS DE MONTEIRO

As fotos retratam a Comunidade de Monteiro, no município de Anchieta, litoral sul do Espírito Santo. O moradores locais foram reterritorializados para um conjunto residencial construído especificamente para eles no centro do município. A mudança ocorreu pois  originalmente eles estavam localizados numa região de interesse da Vale S.A, para construção da Companhia Siderúrgica de Ubu.

As imagens revelam a rotina da comunidade, suas particularidades que revelam origens indígenas através das construções, no uso organizacional do território, nas práticas culinárias e nas formas de convivência.

Fotógrafa: Elizabeth Nader

#NAOFOIACIDENTE! CULTURA E MOBILIZAÇÃO POPULAR COMO FORMA DE RESISTÊNCIA

A região de Regência chamou atenção por ter sido uma das  áreas atingidas pelo rompimento da barragem em Mariana/MG. Foi assim que começou o projeto projeto “Pé na Estrada”, realizado pelo Sindicato dos Bancários/ES.

Os artistas buscaram eternizar a riqueza das manifestações culturais, que expressam de forma singular a cultura local e que compõem a história do povo de Regência.

Fotógrafos: Deraldo Pereira e Débora Gusmão

IMAGENS NA QUEBRADA

Essa exposição fotográfica é resultado de pesquisa em memória, identidade e patrimônio cultural. A intenção foi produzir narrativas fotográficas e textuais para promover e divulgar a memória coletiva dos aglomerados da serra, no centro sul de Belo Horizonte.

As oficinas são realizadas desde 2015 por estudantes entre 12 e 17 anos de escolas públicas locais, e hoje a exposição conta com 108 fotografias e 33 textos.

Idealizadora: Simone Moura

INUNDAÇÕES: MARCAS NA MEMÓRIA

O projeto evidencia os impactos da chuva no município de Vila Velha, mas marcas deixadas nas paredes das contruções e as alterações, feitas pelos próprios moradores, nas estruturas das casas.

Artistas: Ana Leão, André Belchior, Arthur Almeida, Junnia Machado e Matheus Nobre.

Orientado por: Elizabeth Nader

 

Share Button

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *