Share Button

Ar condicionado é o que não falta nas salas de aula do Centro de Ciências Agrárias e Engenharias e no Centro de Ciências Exatas, Naturais e da Saúde; ambos no campus de Alegre, no Sul do Estado. Ventilador tão pouco. Agora, funcionarem que é bom…nada. Aos alunos prejudicados com o calor, a administração alega que o problema é de sobrecarga na rede elétrica que abastece os prédios e que, se ligados os aparelhos, um curto circuito pode acontecer. Detalhe: tratam-se, em certos casos, de aparelhos novos. É que um pregão eletrônico chegou a ser aberto no fim de 2015 – com participação de três empresas -, para compra de equipamentos. Ainda assim, o problema persiste. O agravante? Alegre está entre as 10 cidades mais quentes do país. Universo Ufes apurou que aulas já chegaram a ser canceladas – principalmente no verão – e discentes desmaiaram por causa do calor.

(Foto: Adufes)

(Foto: Adufes)

Aliás e a propósito

A situação crítica é antiga. Em avaliação do Prograd feita com alunos do curso de Agronomia, há dois anos, a queixa já era registrada. “As maiores dificuldades hoje no Campus de Alegre são (…) as salas de aula que não possuem ar condicionado e os ventiladores não funcionam”, diz certo momento do relatório.

Para não dizer que não falei das flores…

Na sala dos professores, em perímetros administrativos e laboratórios, o funcionamento é normal.

Share Button

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *