Share Button

Por Brunela Alves, Mariana Rosa e Vitor Simões – O dia 13 de julho ficará marcado para sempre na história do futebol mundial. Nesta data, a Alemanha encarou a Argentina na final da Copa do Mundo que recebeu o merecido título de Copa das Copas. O Brasil foi “invadido” por turistas de todo o mundo que saíram daqui apaixonados pelo nosso país e pelos brasileiros.

A competição teve vários momentos, seleções e personagens marcantes. Separamos alguns fatos que com certeza serão lembrados por anos e anos. Confira:

Brasil: o anfitrião que não participou da festa

Copa do Mundo em casa, favoritismo, expectativa do hexa e a decepção de perder de uma goleada histórica.

seleção-brasileira

A passagem do Brasil pela Copa do Mundo de 2014 deixou marcas que não serão esquecidas. Dentre elas estão a oportunidade de jogar em casa com o apoio da torcida e a de ter sido eliminado de uma maneira surpreendente.

A estreia do Brasil na Copa foi no jogo de abertura contra a Croácia. O início da partida foi um pouco tensa, visto que o primeiro gol da Copa foi para o adversário, marcado pelo lateral brasileiro Marcelo. Os gols a favor e a vitória por 3×1 convenceram e trouxeram de novo a esperança rumo ao título.

O segundo desafio foi frente à seleção do México. O placar de 0 x 0, com destaque para o goleiro Uchôa gerou um receio, mas nada que abalasse tanto a confiança de seguir na competição com chances de boa classificação no Grupo A.

O terceiro jogo foi contra Camarões e veio para tranquilizar toda a torcida. A vitória de 4 x 1 deu uma confiança maior a todos os brasileiros que estavam receosos com o empate no jogo anterior.

Após se classificar para as oitavas de final, o Brasil pegou pela frente a forte seleção chilena. A partida foi muito complicada e teve a primeira prorrogação e as primeiras penalidades máximas da Copa de 2014. Haja coração! O Brasil venceu por 3 x 2 e o destaque da partida foi o goleiro Júlio César, que defendeu dois pênaltis. A bola na trave do chileno Gonzalo também ajudou o Brasil a conquistar a primeira vaga para as quartas de final.

O jogo contra a Colômbia era bastante esperado. O grande destaque do adversário era o meia-campista James Rodríguez, o artilheiro da Copa. A seleção venceu com gols dos zagueiros Tiago Silva e David Luiz. No final o artilheiro James descontou para a Colômbia e fechou o placar em 2 x 1. Nesta partida, o brasileiro Neymar saiu de campo de maca após uma dura entrada do colombiano Zúñiga. Os torcedores brasileiros mal sabiam ainda que a lesão seria tão grave que tiraria o nosso craque da Copa do Mundo. Antes da partida das semifinais contra a Alemanha, o apoio do grupo a Neymar com as frases de #forçaNeymar e #vamosjogarporvocê eram contagiantes e ainda faziam a torcida acreditar na superação da equipe. O jogo começou e logo vimos que o Brasil não aguentou a pressão alemã. Logo nos primeiros minutos de partida, o atacante Müller fez o primeiro gol.

A seleção alemã, com muita facilidade, fazia boas jogadas, tinha toque de bola e se apresentava com seus grandes craques em campo. Aos 30 minutos do primeiro tempo já haviam feito, incríveis, cinco gols na seleção brasileira (aos 11′, 23′, 24′, 26′ e 29′). A contusão que tirou Neymar, nosso maior craque, de campo e a suspensão do capitão Tiago Silva no jogo tenso contra a Colômbia, abalaram o esquema tático e a estrutura psicológica do time todo na semifinal da Copa.

Na volta para o segundo tempo de partida, a Alemanha diminuiu um pouco o ritmo e
o Brasil até conseguiu melhorar um pouco, tendo a oportunidade de criar alguns boas chances de gols. Mas o goleiro Neuer e a falta de inspiração da seleção brasileira não permitiram uma reação brasileira. A Alemanha ainda fez mais dois gols aos 69′ e 79′, e no finalzinho, aos 90′, Oscar fez o gol de honra da seleção brasileira, 7 x 1.

Foi uma derrota histórica, uma decepção que selou a eliminação inesperada do Brasil na Copa. A seleção jamais perdeu de um placar tão absurdo como esse.

sem-condicoes-de-jogo-neymar-acompanha-a-partida-entre-brasil-e-holanda-valida-pela-disputa-de-terceiro-lugar-1405199948939_1920x1080

AntonioMilena31130-size-598

 

 

 

 

 

O que restou foi torcer pelo Brasil na disputa pelo terceiro lugar da Copa e deixar os hermanos (Argentina) e os alemães decidirem quem iria conquistar o título. Os jogadores e a torcida choravam sem entender o que havia acontecido ao final da partida. Parecia brincadeira, mas não foi.

A briga pelo terceiro lugar ainda levou os brasileiros a acreditar que a derrota havia ficado no passado, mas infelizmente, isto não aconteceu.

van-persie-cobra-penalti-e-abre-o-placar-para-a-holanda-na-vitoria-por-3-a-0-sobre-o-brasil-no-estadio-mane-garrincha-1405208500440_1920x1080

O Brasil perdeu por 3 x 0 para a Holanda, criando uma crise ainda maior na seleção. Começaram a surgir mais críticas sobre a preparação,o treinamento e também sobre a qualidade da equipe técnica brasileira para a escalação do time.

O Brasil saiu da Copa com duas derrotas e o quarto lugar. Embora tenha sido eliminado de forma traumática, foi o melhor resultado brasileiro desde a Copa de 2002.

O Brasil fez a festa, mas quem comemorou mesmo foram os simpáticos jogadores alemães, que desde o finalzinho do jogo contra o Brasil, já eram aplaudidos pela torcida da casa pela belíssima apresentação. Após o jogo, eles retribuíram o carinho e até postaram mensagem nas redes sociais em apoio ao Brasil. Parabéns Alemanha, ou melhor, Glückwünsche, Deutschland.

Copa-do-Mundo-2014-002-550x309

Os outros favoritos ao título

Holanda – A Holanda foi muito bem na Copa do Mundo. Começou aplicando uma goleada histórica em cima da Espanha e se classificou em primeiro lugar no grupo. Nas oitavas, passou pelo México em uma partida apertada, conseguindo a virada nos minutos finais. Nas quartas de finais, mais sufoco. Empatou no tempo normal e na prorrogação com a Costa Rica e venceu apenas nos pênaltis. O destaque foi o goleiro Krul, que entrou só para participar dos pênaltis e foi decisivo na classificação holandesa. Nas semifinais, a Holanda foi novamente para os pênaltis, desta vez contra a Argentina. Mas nesta partida ela não conseguiu a vitória. Disputou o terceiro lugar e venceu o Brasil com tranquilidade para ficar com a medalha de bronze.

Espanha – A Espanha teve uma campanha horrorosa na Copa do Brasil. A campeã da edição de 2010 foi eliminada logo na primeira fase. Na estreia foi goleada pela Holanda por 5×1. Na segunda partida, foi surpreendida pelo forte time do Chile e acabou sendo eliminada com uma rodada de antecedência.

Itália – A Itália, sempre perigosa em Copas, teve participação apagada e também foi eliminada logo na primeira fase. Estreou na Copa vencendo a Inglaterra em uma das melhores partidas da competição. Após o jogo, parecia que os italianos já estavam encaminhados para a classificação. No segundo jogo, a surpresa: derrota por 1 x 0 para a Costa Rica. Decidindo a vaga na última rodada, perdeu para o Uruguai e se despediu cedo do Brasil.

Argentina – Nossos hermanos se apresentaram muito bem aqui em terras brasileiras, classificando-se com 100% de aproveitamento na primeira fase. Nas oitavas e quartas, fez duas vitórias por 1 x 0. Primeiro contra a Suíça e depois a Bélgica. Contra a Holanda, na semifinal, foi diferente. A classificação aconteceu apenas nos pênaltis. Na grande final, enfrentou a Alemanha. Fez uma boa partida, mas sofreu um gol no segundo tempo da prorrogação e ficou com o segundo lugar.

Alemanha – Foi a grande campeã da Copa do Mundo de 2014. Apresentando o melhor futebol da Copa, mereceu seu título. A campanha alemã ficará marcada para sempre, principalmente pelas vitórias contra Portugal, 4 x 0, pela maior goleada já aplicada na seleção do Brasil, 7 x 1, e pelo gol salvador de Mario Götze no segundo tempo da prorrogação da final contra a Argentina. A seleção alemã também passou pela Argélia nas oitavas de finais, e pela França, nas quartas.

As grandes surpresas da Copa 2014

Chile – O Chile não pode ser bem considerado uma surpresa, mas surpreendeu a todos classificando-se no lugar da favorita Espanha em seu grupo. Fez uma grande partida e venceu a seleção europeia por 2 x 0, garantindo sua classificação. Foi eliminado pelo Brasil em jogo decidido apenas nos pênaltis.

Costa Rica – Sem dúvidas a Costa Rica foi a grande sensação desta Copa do Mundo. Em um grupo com três campeões mundiais, não perdeu para ninguém e se classificou em primeiro lugar. No primeiro jogo, 3 x 1 de virada em cima do Uruguai. Na segunda partida, outra vitória inesperada pra cima dos italianos, 1 x 0 e classificação garantida. Para completar a primeira fase, empatou com a Inglaterra em jogo sem valor para as duas equipes. Ainda conseguiu passar das oitavas de final, vencendo a Grécia nos pênaltis. Foi eliminada nas quartas, perdendo apenas nas penalidades para uma das grandes favoritas, a Holanda.

EUA – A seleção norte-americana vem evoluindo Copa após Copa, e nesta edição, passou pela primeira fase deixando de fora Portugal, de Cristiano Ronaldo. Caiu nas quartas de final dando muito trabalho para a Bélgica, que era apontada por muitos como uma das seleções mais fortes da Copa.

Argélia – O grupo dos argelinos não era dos mais fortes nesta Copa do Mundo, mas mesmo assim, a Argélia passou para a segunda fase deixando de fora seleções de maior tradição, como Rússia e Coreia do Sul. Foi eliminada nas oitavas de finais pela campeã, Alemanha, em uma partida muito disputada, que terminou com o placar apertado de 2 x 1.

Os personagens marcantes que estiveram no Brasil

davidDavid Luiz é da galera

A copa acabou e deixou amargas lembranças para o futebol brasileiro. Mas nem tudo são lágrimas, o país deu conta do recado e conquistou 9,25 na pontuação da Fifa para a organização da Copa do Mundo 2014. Dentro de campo, também houve quem se destacou na seleção canarinho: David Luiz caiu nas graças da torcida e chamou atenção com toda a sua irreverência.

Com 27 anos, David Luiz é natural de Diadema, São Paulo e, por não ter jogado muito tempo pelos clubes do Brasil, só agora que seu carisma conquistou os torcedores e David Luiz tornou-se mesmo uma febre nessa Copa. Despojado fora dos gramados e responsável na hora dos jogos, foi assim que ele compensou a falta de charme da sua posição de zagueiro e se fez um dos jogadores mais amados da copa, mesmo com mau desempenho da Seleção Brasileira.

Uma análise em tempo real dos comentários em português nas redes sociais, realizada pela tecnologia de Análise Social da IBM, mostrou que David Luiz liderou os posts positivos entre os jogadores brasileiros. Muito disso deve-se ao seu espetacular desempenho em uma brincadeira do programa “Esquenta”, em que o camisa 4 cantou, dançou e rapidamente se tornou um viral na internet. E como esquecer a forma carinhosa com que o zagueiro consolou o craque James Rodrigues, da Colômbia, após eles serem eliminados para o Brasil?

Autor de um belo gol decisivo para a classificação para as semifinais, ele não faz graça só no instagram. David jogou todas as partidas da copa e é um dos jogadores mais bem avaliados do mundial. Ainda mais popular, a recente polêmica de que o jogador simpatiza com a campanha de abstemia sexual antes do casamento “Eu escolhi esperar” fez dele o atual queridinho do mundo do futebol.

Fica Podolski

podolskiSe houvesse um troféu de seleção simpatia na Copa do Mundo ele certamente iria para a Alemanha. Mesmo derrotando o Brasil de 7 a 0, é difícil encontrar um brasileiro que tenha alimentado algum ressentimento pelos alemães. Eles deram mesmo um show de futebol e carisma.

Quem representa perfeitamente a campanha dessa seleção na Copa do Mundo é o atacante Lukas Podolski, que esteve em campo por pouco tempo, mas é um dos nomes mais lembrados da equipe. Sua fama se deve, especialmente, à sua atuação fora de campo. O rapaz parecia estar adorando a terra brasílis e fazia questão de mostrar isso nas redes sociais.

Ele dançou com os índios, vestiu a camisa dos clubes brasileiros, como a do Flamengo, escreveu em português na internet, sempre elogiando o Brasil, prestou solidariedade ao Neymar e curtiu de verdade o momento. Nessa brincadeira, ele acabou de ir embora, mas o Brasil já está com saudades. Por meio da tag “Fica Podolski”, os fãs brasileiros pediram que o atacante ficasse no país. Ele entrou na dança, até postou foto no instagram com a hashtag, mas voltou para a Europa e para o Arsenal.

Campbell e as figurinhas

campbellJoel Campbell foi um dos principais jogadores da seleção sensação da copa 2014: a Costa Rica. Eles passaram pelo “grupo da morte”, com Uruguai, Itália e Inglaterra, quando eram cotados para serem eliminados logo na primeira fase. Contrariando as previsões, eles foram longe e só saíram do mundial nas quartas, quando a Holanda os venceu nos pênaltis.

Mas o que faz de Joel Campbell, um garoto 21 anos, um dos personagens da copa é mais do que o excelente futebol jogado por ele nas partidas do mundial. Campbell foi notícia e ficou conhecido, também, ao manifestar sua decepção nas redes sociais por ter comprado 100 pacotes de figurinhas para iniciar seu álbum da copa e não se encontrar em nenhum dos 500 cromos que adquiriu. O episódio fez o atacante um pouco mais conhecido no Brasil.

A polêmica mordida

suarezA seleção que era uma das promessas do Mundial, o Uruguai, não teve lá um grande desempenho. O que ficou marcado mesmo foi a mordida que fez de Luis Suaréz, o atacante e craque do time, um dos personagens da copa. O jogador surpreendeu no jogo conta a Itália e em um momento de descontrole lascou uma mordida no ombro do adversário, o zagueiro italiano Giorgio Chiellini.

Suaréz fez história também com a punição que recebeu da Fifa, a maior já vista em uma copa: uma suspensão durante nove jogos da seleção e proibição de exercer qualquer atividade futebolística por quatro meses. O jogador é reincidente nas mordidas, ele já havia feito outras vezes, mas nunca jogando pela seleção do Uruguai.

Share Button

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *