Share Button

Naiara Arpini – Não é à toa que modalidades de ensino a distância tenham ganhado a simpatia de tantos “atarefados” por aí. A todo momento, o homem busca aparatos, ferramentas e ideias que encurtem as distâncias impostas pelo exigente mundo moderno e dê a ele um bem precioso nos dias de hoje: tempo. Dentro dessa lógica, a praticidade de ter acesso ao conhecimento sem precisar ir muito longe conquistou adeptos nas mais variadas regiões.

No Espírito Santo, não poderia ser diferente. Esta semana, o Núcleo de Educação Aberta e a Distância (Neaad), sediado na Ufes, abriu este ano 2.056 vagas de graduação a distância. As vagas são para os cursos de Artes Visuais, Biologia, Filosofia, Física, História, Pedagogia e Química. As inscrição foram encerradas no dia 27 de maio e as provas e os cartões das inscrições efetivadas estão disponíveis no site do Neaad a partir de 13 de junho. As provas, segundo edital publicado pela Ufes, acontecerão no dia 22 de junho e as aulas têm início no segundo semestre de 2014.

mapa_novoA estrutura de ensino a distância da Ufes apresenta-se distribuída em três Centros Regionais de Educação a Distância (Creaad) e, por meio de parcerias entre a Ufes, o Ministério da Educação (MEC) e os municípios. São 26 polos municipais de apoio presencial da Universidade Aberta do Brasil (UAB), que interligam todas as regiões espírito-santenses.

Os (cre@ads) localizam-se nos municípios de Montanha, Barra de São Francisco e Guaçuí, e os polos UAB nas cidades de Nova Venécia, São Mateus, Linhares, Colatina, Santa Teresa, Venda Nova do Imigrante, Vitória, Vila Velha, Alegre, Cachoeiro de Itapemirim, Conceição da Barra, Pinheiros, Ecoporanga, Bom Jesus do Norte, Mimoso do Sul, Itapemirim, Castelo, Vargem Alta, Iúna, Aracruz, Afonso Cláudio, Domingos Martins, Baixo Guandu, Mantenópolis, Piúma, Santa Leopoldina.

Para dar suporte aos alunos, são utilizados materiais impressos, guias didáticos e, principalmente, recursos midiáticos e os possibilitados pela Internet, em especial as plataformas de ensino, fóruns, salas de chat, e-mail, grupos de discussão, blogs, portfólios virtuais, videoconferência, Conferência Web, DVDs, MP3 e visitas técnicas.

Segundo Simone Fiorio, que já atua na Educação a Distância (Ead) há sete anos, nessa modalidade, o professor grava aulas sobre o conteúdo da disciplina e monta uma sala virtual com o programa de curso, o mapa de atividades e os links dos vídeos gravados. Durante a disciplina, uma aula/web com duração de uma hora é dada semanalmente para que os alunos possam tirar dúvidas, debater com o professor e corrigir atividades, por exemplo.

 

Anote


Divulgação das inscrições aprovadas e dos locais de provas – 13 de junho.
Provas: 22 de junho (única etapa)
Tipos de prova: objetiva, com 40 questões e prova de redação.
Resultado final: 18 de julho, divulgado o na página do Neaad
Edital de matrícula: será publicado no site da Prograd após a divulgação do resultado final

 

 

Embora “a distância”, os cursos ofertados nessa modalidade de ensino preveem encontros presenciais semanais obrigatórios nos polos UAB/ES nas cidades que os sediam, de acordo com calendário de atividades das disciplinas. “Nesses encontros, são viabilizadas as aplicações de provas ou debates presenciais entre os alunos e o tutor presencial”, explica Simone.

José Elias Almeida é professor nas modalidades presencial e à distância do curso de bacharelado em Ciências Contábeis desde 2010. Para ele, a experiência rompeu com uma visão arcaica sobre o método de ensino não convencional. “No início eu estava um pouco receoso em relação à chegada do conhecimento para os alunos. Mas com o tempo, pude ver que a discussão nas aulas presenciais é bem semelhante às aulas do curso à distância. Percebi que é possível ter ensino à distância com qualidade”, contou.

Para Simone, o distanciamento físico entre aluno e professor não é nenhuma barreira ao acesso ao conteúdo. “Parece que o processo é “frio” e que afasta as pessoas, mas venho observando que através dos fóruns e das redes sociais os alunos interagem, trocam experiências. É gratificante saber que podemos atingir pessoas que estão longe fisicamente, mas que estão bem presentes. Alguns, às vezes mais presentes que alunos dos cursos presenciais”, conta.

José Elias concorda e garante que uma das vantagens dos cursos à distância é que os alunos tornam-se mais auto-suficientes na hora de estudar e deixam de lado o comodismo de esperar o conteúdo passado nas aulas, como acontece com muitos alunos de cursos presenciais. “Nessa modalidade há uma demanda maior de pesquisa, o aluno fica mais pré-disposto a buscar o conhecimento sozinho”, explica.

Monielli Bonatto, aluna do 3º período de Comércio Exterior à distância de uma faculdade particular, concorda que a modalidade de ensino exige mais empenho por parte do aluno. “É difícil, a pessoa tem que ter tempo para se dedicar. Na faculdade normal, você tem a obrigatoriedade de ir aulas, por causa da presença. Na faculdade à distância, é você que faz o seu horário, então tem que ter muita disciplina para manter uma rotina de estudos”, explica.

Serviço
Os interessados devem preencher o requerimento de inscrição no endereço eletrônico do Núcleo de Educação Aberta e a Distância (Neaad – www.neaad.ufes.br), onde também está publicado o edital do processo seletivo. A taxa de inscrição, no valor de R$ 60,00, deve ser paga até o dia 26 de maio. As vagas estão distribuídas nos polos localizados em 19 cidades capixabas, de acordo com cada curso. Não há oportunidades para a Grande Vitória.

O edital com o cartão de inscrição e os locais de provas está previsto para ser publicado no dia 13 de junho. Já as provas acontecerão no dia 22 de junho, em uma única etapa, composta de prova objetiva com 40 questões e prova de redação. No dia 18 de julho será divulgado o resultado final na página do Neaad e o edital de matrícula será publicado no endereço www.prograd.ufes.br .

Share Button

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *