Share Button

Mercado de consoles de games abrem espaço para os smartphones, que entram nesse meio com a facilidade e portabilidade de seus aparelhos

(Fernando Correia e Ingrid Bastos) No dia 21 de novembro de 1990, 23 anos atrás, a Nintendo, uma das maiores empresas de videogames do mundo, dava início a uma história de sucesso com o lançamento do Super Nintendo. Esse console, como são conhecidos estes tipos de aparelhos, foi responsável pela maior explosão dos jogos eletrônicos que o mundo já havia visto.

Com gráficos simples, o aparelho é até hoje lembrado pelos fãs como o melhor console de vídeo game já feito e, de certa forma, responsável pela explosão dos jogos eletrônicos pelo mundo. Após a criação do Super Nintendo, a indústria não parou e veio evoluindo cada vez mais, em questão de gráficos e realidade dos jogos.

O que se vê hoje, com os lançamentos de consoles como o PS4 e o Xbox One, são games cada vez mais reais, com imagens que se aproximam daquilo que vemos no dia-a-dia. Porém, pela primeira vez na sua história, a indústria de consoles vem fechando o ano com baixa em seus lucros. O motivo? Para especialistas, o crescimento dos jogos para smartphones.

Para Victor Rossetti, sócio da Victory Island Studios, responsável por trazer o maior evento de desenvolvimento de jogos do mundo a Vitória, o Global Game Jam, isso tem acontecido porque os fãs de jogos de antigamente têm tido cada vez menos tempo para ficar parados em frente a um televisor. Por isso, para continuar jogando, eles precisam recorrer aos jogos de smartphones, que são simples, porém divertidos.

“Com um mundo cada vez mais corrido, ter tempo para parar e manter a atenção em um jogo de videogame é uma tarefa muito difícil. Com a evolução dos jogos, o tempo que se leva para completar todas as fases se tornou muito maior, além da dificuldade que os jogos apresentam. Já os jogos de smartphone podem ser jogados em uma fila de espera, consultório médico, ônibus, etc, e mesmo sendo simples são altamente viciantes. Outro fator também é o preço”, analisa Victor.

Já para o estudante de Engenharia da Computação, que faz intercâmbio nos Estados Unidos, Willian Oliveira, o causador disso é o desenvolvimento gráfico e a facilidade de se jogar em um smartphone os mesmos jogos encontrados em consoles como Playstation e Xbox. “Hoje, eu posso desfrutar de jogos como GTA, um dos mais populares do mundo, na tela do meu smartphone e, por mais que seja mais simples, consegue satisfazer a vontade de desfrutar um game naquele momento. Hoje em dia, estão sendo desenvolvidos até mesmo controles para jogar no smartphone, é um mercado cada vez mais em crescimento”, destaca Willian.

Para os próximos anos, a tendência é que o mercado de consoles de videogames continue a decolar, porém com os smartphones cada vez mais inseridos nesse contexto.

Share Button

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *