Share Button

Anderson Mollino, 23 anos, quando criança, pesava em ser bombeiro ou professor de Educação Física. Mas o destino interveio e tornou-se campeão brasileiro de handebol.

998380_10201180183255678_1578211843_nAnderson nasceu no dia 20 de Maio de 1990, em residencial Ivo Martins, na cidade de Castelo. Morava com os pais e uma irmã, apesar de ter mais três irmãos por parte de pai. Passou sua infância e a maior parte da adolescência também em Castelo. Ali, estudou em três escolas, e foi nessa época, nos campeonatos interclasses, que a paixão pelo handebol surgiu.

1467308_553859384702651_515206258_n

Ele conta que sua família sempre o incentivou muito, e desde pequeno teve o apoio dos pais. Ele veio para Vitória estudar no Darwin, e nessa época começou a jogar profissionalmente. Foi num campeonato brasileiro em São Paulo, jogando pela seleção de Colatina, quando estava com 18 anos, que a equipe do São José dos Campos o contratou, e onde jogou por quatro anos. Depois, foi transferido para a equipe do Taubaté, em 2012, onde está até os dias atuais.

O atleta participou de vários jogos, entre eles os Jogos Regionais Abertos, ganhou uma Liga Nacional e, em 2013, foi campeão panamericano e campeão nacional. Foi ainda para Doha, no Qatar, representar o Brasil e ficou em sexto lugar de oito times, jogando contra grandes clubes, como o Barcelona. E Anderson já tem planos para o futuro: “eu quero ganhar mais espaço no handebol e competir nas olimpíadas” planeja.

Atualmente, Anderson mora em São Paulo, ainda joga pelo Taubaté, e além de fazer faculdade de Educação Física, é professor de alongamento funcional, de cardioball e de musculação em uma academia.

 

Share Button

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *