Share Button

Thaiana Gomes  O conceito de não-lugares foi proposto pelo antropólogo e  etnólogo francês Marc Augé. Para ele, os locais descritos como não-lugares são espaços coletivos de rápida circulação, que recebem muitas pessoas de diferentes lugares, mas que não carregam uma marca singular. Locais como aeroportos ou shopping centers, por exemplo, podem ser caracterizados como sendo locais de passagem e não identitários. Assim, tais espaços se caracterizam “pelo tipo de relação que os indivíduos estabelecem com o espaço e entre eles mesmos,  através de intensa mediação de textos e imagens, e do estabelecimento de um vínculo contratual entre os próprios indivíduos e entre estes e o não-lugar” (AUGÉ, 2003: 73-75; 95-96).

Especial: Não-lugares
Onde não existe memória
Partida e chegada por terra
Um lugar para não chamar de seu
Share Button

Comentários 2 Comments

  1. Pingback: Universo Ufes | Onde não existe memória

  2. Pingback: Universo Ufes | Partida e chegada por terra

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>