Homeopatia é cada vez mais procurada no Estado

Share Button

Asmas, alergias, gripes, depressão, câncer, diabetes, traumas e tratamentos estéticos são exemplos de problemas que podem ser resolvidos em doses homeopáticas

Karolina Lopes – Na busca por uma vida mais saudável, novas opções de saúde e tratamentos estéticos são cada vez mais comuns entre pacientes. Visando melhores condições de vida, o número de tratamentos homeopáticos cresce no Estado como uma alternativa de cura, leveza e harmonia.

A homeopatia consiste em sucussionar (balançar) e diluir em água a substância tóxica responsável pelo problema do paciente. De acordo com o geógrafo, professor e homeopata, José Alberto Moreno – autor de dois livros sobre homeopatia – o procedimento natural pode ser aplicado a todas as doenças catalogadas pela medicina, além de tratamentos estéticos e psicológicos. “A ciência visa buscar a harmonia da pessoa em seu nível emocional e físico. Mais de 2,5 mil substâncias podem passar pela homeopatia. São conteúdos provenientes de plantas, animais e minerais responsáveis por uma série de doenças”. Segundo o professor, a manipulação homeopática de uma doença pode ser feita através de coleta da substância do próprio corpo do paciente, como no caso de pus, feridas e nódulos.

O Painel de indicadores do SUS, edição N.7, de 2010, disponível pelo Ministério da Saúde, através dos Departamentos de Gestão Estratégica e Participativa e de Monitoramento e Avaliação de Gestão do SUS, apontou um aumento de 20% na procura de brasileiros por tratamentos homeopáticos entre os anos de 2005 e 2010. Reconhecida pelo MS como uma terapia complementar em saúde, o processo homeopático pode ser aprendido por profissionais de qualquer área, desde que passem por um curso preparatório.

Tratamento homeopático é realizado com parte da substância causadora do mal
Tratamento homeopático é realizado com parte da substância causadora do mal

“Eu sou formado em geografia e resolvi trabalhar com homeopatia. São 30 anos na área, dos quais há 20 trabalho como professor. A homeopatia é uma especialidade, mas não uma exclusividade médica. Qualquer pessoa tem o direito de aprender a viver melhor e proporcionar isso a outros, desde que tenha boa vontade e sensibilidade para entender e solucionar os problemas do paciente”, ressalta Moreno.

É importante que junto ao tratamento, o paciente mantenha uma alimentação saudável e faça exercícios físicos. No caso de doenças em estágio avançado e que provocam a degradação do paciente, é fundamental que o tratamento químico convencional seja mantido concomitantemente ao homeopático.

Registros comprovam que a homeopatia é utilizada por brasileiros desde 1850. O curso de extensão que forma o homeopata ensina a distinguir a melhor substância para o tratamento da doença do paciente e não a produzir a enzima natural. Depois de receitado, o remédio proveniente da homeopatia deve ser adquirido em farmácias especializadas.

A homeopatia é capaz de oferecer soluções, muitas vezes definitivas, para várias doenças. Por conta de seus efetivos resultados, a Universidade Federal de Viçosa (UFV) realiza o curso de extensão universitária em Homeopatia em Vila Velha.

O curso busca o esclarecimento e a capacitação de profissionais de todas as áreas. E objetiva ensinar como a homeopatia trata o indivíduo como um todo de forma preventiva, sem separar corpo e mente. A matrícula custa R$80 e a mensalidade é de R$170. Mais informações no www.homeopatias.com.

 

Deixe uma resposta