Dance conforme o ritmo

Share Button

[h4]A dança é uma expressão corporal que contagia, melhora o bem-estar e aumenta auto-estima, tudo isso para levar uma vida mais leve [/h4]

Naiara Gomes e Sabrina dos Santos – A dança é uma das expressões artísticas mais antigas do mundo. Ela surgiu na pré-história por motivos de sobrevivência e acasalamento. Com o passar do tempo, ela foi evoluindo e ganhou características sagradas. Os gestos eram místicos e acompanhavam rituais como forma de cultuar deuses. Já na Grécia, a dança ajudava nas lutas e na conquista da perfeição do corpo. Com a evolução do homem, a dança também foi evoluindo. Na idade Média, chegou a ser proibida por causa do uso do corpo como expressão. Hoje a dança é divulgada para todo mundo. Cada país ou grupo cultural tem uma forma de se expressar através da dança, e os benefícios que ela proporcionar é bem vantajoso para a sociedade.

Pensando nisso, algumas escolas da Grande Vitória estão oferecendo aulas de dança para pessoas que querem não só interagir, mas também aprender ritmos novos. Uma delas é a Escola de Dança Djavan Ferreira, que fica em Jardim da Penha. A procura é muito grande e a escola oferece vários ritmos como, bolero, samba de gafieira, forró pé de serra, samba no pé, soltinho, salsa e zouk, entre outros.

Segundo Kléberson Taylor Sivestre, coreógrafo mais conhecido como Sorriso, os ritmos mais procurados são os tradicionais. “Hoje as pessoas procuram

SAM_1977
Aula de Salsa

bastante o forró, por ser uma dança popular no Brasil. Os ritmos caribenhos também chamam atenção, como o zuok e a salsa. E há aquelas pessoas numa faixa etária mais avançada, aposentados que estão curtindo mais a vida, que enchem a turma de bolero, samba de gafieira, tipos de dança mais tradicionais”, afirma Sorriso.

A dança tem uma vantagem sobre os outros exercícios, qualquer um pode praticá-la sem restrições. Ela é democrática e faz com que todos interajam . E a Escola Djavan Ferreira, tem atendimento até para pessoas com necessidades especiais.

“Qualquer um, de qualquer idade pode fazer aula de dança. Aqui nós temos um trabalho com pessoas, que a gente chama de “especiais”, que têm algum tipo de deficiência tanto física quanto mental. Temos alunos cadeirante, temos aluno com Síndrome de Down. A gente dá essa oportunidade e abre as portas pra todos.”

A escola conta com uma equipe preparada para conquistar o aluno. “Apesar da dificuldade deles, temos os monitores, que é nosso diferencial, que ajudam os professores. Primeiro para os alunos especiais se sentirem bem no lugar, depois vem a preocupação com a dança”, explica.

A dança proporciona bem-estar, companhia, amizade e qualidade de vida. Praticar a dança é mais que uma atividade física, é também uma terapia. Por isso, o professor Sorriso dá um recado para aqueles que querem fazer aula de dança e não têm tempo para isso: “a gente tira tempo para tanta coisa, para o estudo, para o trabalho; tem que tirar um tempo para o nosso prazer. A dança completa a gente, deixa mais livre. E a gente consegue formar grupo, ter mais amizade, se divertir, é bem bacana.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *