Tudo pela Jornada Mundial da Juventude

Denis, Jonathan e William durante treinamento
Share Button

Allan Cancian Marquez, Ismael Inoch e Polânia Sôares – Muita fé, sacrifício e a certeza de que todo esforço será recompensado com o fortalecimento do espírito. Jovens católicos capixabas estão de malas prontas para seguirem rumo à Jornada Mundial da Juventude (JMJ) Rio 2013, que começa nesta terça-feira (23). Viajar e participar de um encontro desse tamanho não fica nada barato. E para isso esses fiéis estão fazendo quase tudo para participar: tem gente que lavou carro, rifou celular doado e há até quem vai de bicicleta para a Cidade Maravilhosa.

Para a preparação do evento, a Semana Missionária foi realizada por diversas Dioceses no Brasil que receberam os jovens peregrinos de diversos cantos do planeta. O encontro vai contar com a participação do papa Francisco, que chega ao Rio de Janeiro nesta segunda-feira (22).

A Jornada tem na programação momentos de estudo, feira vocacional, festival da juventude, atividades culturais, missas e shows. Confira as histórias de alguns jovens que suaram a camisa e trabalharam bastante para ver o Sumo Pontífice de perto e participar do evento.

De bicicleta até o Rio

Em Viana, um grupo com três jovens vai subir em suas bikes e irá pedalar em direção ao Rio de Janeiro. O trio trabalha junto e a ideia surgiu de uma conversa na empresa. A partir daí, eles dividiram as tarefas e começaram a pesquisar como seria essa aventura. Levantaram informações desde o tempo que irão gastar até os equipamentos que serão necessários e deram largada aos treinamentos.

“Tivemos que incorporar no dia-a-dia a bicicleta que vamos usar. Só o final de semana não seria o suficiente para a preparação. Eu, por exemplo, vou para a Ufes (Universidade Federal do Espírito Santo) com ela diariamente. Ir estudar virou rota de treino”, explica o universitário William Angelo, 23 anos, que faz parte do grupo. A pedalada é grande, já que de Viana para a Ufes são mais de 30 km na ida e na volta, mas o mais difícil é de Vitória para o Rio: 671 km!!!

Quando perguntado sobre o que faz ele encarar esse desafio, William responde: “Nossa fé!”. Quando chegar lá, vamos agradecer e em seguida tirar uma foto e postar: CHEGAMOS! Esperamos voltar renovados. Será o momento de abastecer nosso espírito de força e coragem, para continuar com a difícil tarefa de ser jovem e incentivar os outros a viver, também, uma vida em Cristo”, destaca.

Jonathan Berud, marqueteiro, 25, faz parte desse trio aventureiro e tem a expectativa de que tanto o percurso quanto a JMJ se tornem um momento único em toda a vida. “Nós sempre tivemos ideias bem jovens. Resolvemos fazer esse desafio e encarar essa loucura”, revela.

“Eu abri mão do tempo com a namorada, família, amigos e trabalho. Além disso, tive que desembolsar um pouco de dinheiro para comprar os equipamentos e preparar a viagem da melhor maneira possível. Espero que seja gratificante. Vou registrar tudo, principalmente na cabeça”, conclui o universitário Denis Silva Toledo, 23, que também está no grupo.

O trio vai sair de Viana (ES) nesta quarta-feira (24) e espera chegar no Rio de Janeiro no dia seguinte. Eles irão pedalar até a cidade de Campos dos Goytacazes (RJ) e de lá seguiram para Niterói em um carro de apoio que acompanhara os três.

R$ 500 e um lava jato

Em Vila Velha, na Paróquia Santa Mãe de Deus, um grupo de jovens lavou muitos carros, do lado da igreja, e pediu doações para juntar uma grana e irem à JMJ. “Em uma reunião na minha comunidade, uma senhora doou 500 reais em dinheiro. Fizemos três lava-jatos para conseguir arrecadar mais dinheiro e pedimos ajuda para as outras pessoas que frequentam a igreja. Por meio de um envelope, elas depositavam a quantia que podiam e a igreja se disponibilizou a pagar as nossas inscrições”, explica a universitária Elizabeth Dionízio, 20, que faz parte do grupo.

Para ela, o esforço valeu à pena e o encontro no Rio de Janeiro será uma grande manifestação de fé. “É um momento de ver como existem muitas pessoas que acreditam na fé de Cristo. O amor dele pode juntar várias pessoas de outros países para se unirem a encontro do Papa. Acho que isso é uma forma de ver que Cristo habita em cada um de nós e que seu amor é grande”, disse.

Elizabeth (esquerda, de azul) e seus amigos da Paróquia Santa Mãe de Deus: lava-jato pela fé
Elizabeth (esquerda, de azul) e seus amigos da Paróquia Santa Mãe de Deus: lava-jato pela fé

Um celular doado para rifar e um sonho realizado

Na Serra, a estudante Amanda Dias Mendes, 18, da Paróquia São Pedro, “ralou” até os últimos dias para juntar dinheiro e ir à JMJ. Assim que ela descobriu que o encontro seria no Brasil, a jovem começou a se organizar, mas não consegui levantar a grana para a inscrição e transporte. A luz no fim do túnel acendeu quando uma prima, que mora no Rio de Janeiro, deu um celular novo para ela fazer uma rifa.

Amanda Dias rifou o celular doado pela prima
Amanda Dias rifou o celular doado pela prima – foto de arquivo pessoal

“Comecei a vender as rifas no dia 26 de maio, menos de dois meses antes da JMJ e foi uma correria, porque eu teria que pagar mais da metade do dinheiro logo na segunda semana de junho. Pedi para meus amigos da igreja que me ajudassem com as vendas. O tempo foi passando e as pessoas foram vendo meu esforço para conseguir o dinheiro. Meus tios e mais dois casais da igreja se sensibilizaram e me fizeram doações. Foi o que me salvou”, explica ela.

A estudante conseguiu vender todos os 500 números da rifa, R$ 2,00 cada, e no final das contas deu para pagar a viagem dela e ainda ajudar outros amigos que também precisavam vender os seus bilhetes. “Eu espero, principalmente, ter um encontro com Deus e, é claro, também quero fazer muitas amizades como eu já fiz aqui na minha paróquia onde aconteceu a semana missionária. Vieram peregrinos da África do Sul passar a semana conosco e conhecer melhor nossas culturas e costumes”, finalizou.

Benção de envio

A Arquidiocese de Vitória realizou, na tarde deste domingo (21), uma missa de envio na Praça do Papa, na Enseada do Suá. Na celebração, foi dada uma benção especial para os jovens que participarão da JMJ no Rio de Janeiro. A partir desta segunda-feira (22), voluntários e participantes começam a embarcar rumo à cidade sede do encontro.

 

Deixe uma resposta