Share Button

Já foi o tempo em que o universo dos jogos era sinônimo de jovens enfurnados em seus quartos e mães preocupadas com a falta de perspectiva de seus filhos, que só tinham olhos para os computadores, videogames e celulares. A verdade é que os pais às vezes demoram a compreender todo o universo de possibilidade e aprendizado que os games trazem aos jovens, desde entender forçadamente a língua estrangeira até desenvolver as habilidades de raciocínio.

O estigma do game que aliena já está fora de moda. Hoje é possível transformar este hobbie em profissão, quem realmente gosta do universo de jogos digitais pode investir em uma carreira focada neste mercado. “O profissional que atua no segmento de entretenimento digital, pode desenvolver jogos eletrônicos de vários gêneros, para computador, consoles e dispositivos móveis. Pode trabalhar como autônomo ou em empresas produtoras de jogos digitais, canais de comunicação via web, produtoras audiovisuais, bem como na produção de jogos sob medidas para empresas”, afirma o coordenador do curso de Tecnologia em Jogos Digitais da Faesa, Rober Marcone Rosi.

O mercado de desenvolvimento de jogos eletrônicos está em contínua expansão, principalmente, com o surgimento de novas tecnologias como aplicativos para celular e tablets. De acordo com o Ibope em pesquisa divulgada no ano passado, 23% dos brasileiros são jogadores assíduos ou eventuais, ou seja, 45,2 milhões de pessoas. Segundo a consultoria PWC (PricewaterhouseCoopers), o mercado brasileiro, que em 2011 movimentou R$ 840 milhões e é quarto maior do mundo, crescerá em média 7,1% por ano até 2016, quando atingirá R$ 4 bilhões.

 

Campus Party 2013

A Campus Party é o maior acontecimento tecnológico do mundo. Em 2008, quando estreiou no país, a Campus Party Brasil foi a primeira edição internacional do evento e reuniu cerca de 3.000 campuseiros. Este ano, o evento aconteceu no mês de fevereiro, os geeks, nerds, empreendedores e gamers de todo o Brasil marcaram presença, mais de 7 mil pessoas lotaram a arena montada no Anhembi, em São Paulo.

A Campus Party reserva um palco voltado exclusivamente para aficionados por games. No espaço, foram apresentadas as tecnologias que revolucionarão os videogames nos próximos 5 anos. De acordo com um dos organizadores do evento, Victor Romualdo Francisco, os participantes do evento além de apaixonados por games, estão se profissionalizando na área.

“Este ano oferecemos palestras sobre o potencial das Plataformas de Smart TVs para a Criação e Distribuição de Games e distribuição digital de games para Smartphone e tablets”, destacou. “A palestra sobre e-comerce e maquete interativa com imersão 3d online também fez sucesso. O palestrante Daniel Bergoce publicitário e gamer designer falou sobre como utilizar conceitos de games para projetos de marketing das empresas. Essa é uma nova tendência que vem crescendo no mundo todo”, completou.

Share Button

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *