Share Button

(Karla Danielle Secatto e Lila Nascimento)

Em maio de 2005, foi criado, no distrito de Araguaia, em Marechal Floriano, o grupo de Dança Folclórica Italiana Granelli dei Monti, com o objetivo que é mais do que divulgar e preservar a cultura italiana. “A ideia vai além da divulgação da cultura dos nossos antepassados, também queremos resgatar a autoestima dos descendentes italianos e dar uma ocupação aos jovens que vivem no local”, afirmou Edézio Peterle, coordenador do grupo.

Com aproximadamente 40 integrantes, divididos em três categorias (adulto, juvenil e infantil), o Granelli dei Monti se apresenta com danças típicas do norte da Itália, como tarantelas e valsas. Segundo Peterle, o grupo é comunitário e todos que tiverem interesse podem participar. O único requisito é ser morador de Araguaia ou ter alguma ligação com o lugar.

Em média, o grupo faz 10 apresentações ao ano e em 2013 alcançará a média histórica de 100 apresentações. A próxima exibição já tem data certa: dia 13 de abril, na Rota do Imigrante Italiano, durante uma caminhada no município de Alfredo Chaves, que relembra o trajeto feito pelos colonos no final do Século XIX, quando chegaram à região.

Apesar da grande contribuição para a cultura local e italiana, as apresentações não são remuneradas. Contudo, nem isso intimida os integrantes. O grupo é mantido com recursos de trabalhos que eles próprios realizam em festas. Além disso, eles também enfrentam dificuldades de logística, uma vez que nem todos os membros residem em Marechal Floriano. Desta forma, são obrigados a ensaiar apenas nos finais de semana, quando todos estão na cidade.   “O maior apoio vem da nossa força de vontade. Mas temos, é claro, o apoio da comunidade de Araguaia e também da prefeitura de Marechal Floriano”, orgulha-se Usalio Piveta, estudante da Ufes e um dos membros fundadores.

Segundo Piveta, o interesse em participar do grupo foi devido à convivência com sua família, descendente de italianos. “Cresci ouvindo meu pai e meus tios falando em italiano e participar do grupo é uma forma de manter viva toda a história da minha família”, acredita.

A estudante Taila Tamagnoni Grecco também está no grupo desde a sua fundação. “Eu amo as danças italianas e toda a sua cultura. Para mim, é muito gratificante conhecer as danças, as músicas, os costumes e as histórias dos nossos nonos italianos e poder passar isso para as pessoas. Não pretendo largar isso nunca”, afirma.

Recentemente, alguns integrantes formaram um grupo de canto chamado Os Requinta. Segundo Usalio, tudo surgiu como uma brincadeira mas agora está tomando rumo certo. “Em nossas reuniões, sempre cantamos músicas italiana, e agora estamos fundando mais um meio de manifestação cultural”, empolga-se.

Planos para o futuro

Além da estruturação dos Requinta, o Grupo Folclórico Granelli dei Monti está elaborando para este ano um projeto para aquisição de um novo traje folclórico. “Também está em nossos planos uma visita técnica a Bento Gonçalves, colônia italiana no Rio Grande do Sul. Queremos estreitar mais ainda os laços com nossos antepassados e com nossa cultura”, adiantou Peterle.

 

IMG_8206_

 

Agenda 2013

13 de Abril – Rota  do Imigrante Italiano
31 de Maio – Caminhada Passos de Anchieta – Anchieta do imigrante Italiano – Mathilde

14 e 15 de Junho – Festitália 2013 – Alfredo Chaves
30 de Junho – Italemanha 2013 – Marechal Floriano

07 de Julho – III Itália Unita – Aracruz
04 de Agosto – VI Encontro da Cultura Italiana de Araguaia – Araguaia

 

IMG_8212_

 

Share Button

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *